tudo é provisóriamente eterno para os poetas... tudo é eternamente provisório para os amantes e o poema apenas a configuração do instante.

-Capinam-

2 de novembro de 2010

Verde

É sabor de verde pulsante depois do tempo em que os dias eram apenas neutros e simples demais.

Sabe o tal do tempo? Aquele que as pessoas teimam em dizer que cura tudo? Adivinha só! Essa é a maior mentira que já contaram sobre o amor.
O tempo não cura o amor. Desse amor que já faz mais mal do que bem, que traz dor, tristeza e você quer esquecer. O tempo não cura porque, amor não é doença.
Meu bem, sabe o que o tempo faz? Tira a dor do centro da vida e coloca em um plano diferente para que outro sentimento tome lugar no centro... Não se iluda, porque amor não passa.
E sabe o que é mais magnífico? Não se ama apenas uma vez.
A gente acaba por se acostumar com a dor e vê que ela é suportável quando consegue sentir que é possivel sorrir de novo... que outros sentimentos nos fazem bem.


Recentemente a menininha dos olhos cor de mel levou um susto enorme quando sentiu umas batidinhas no peito... no coraçãozinho que a muito não batia... e então se sentiu feliz.
Felicidade em sentir, em estar viva e em saber que as coisas nunca são fáceis mas que sempre se deve ter esperança.
A tua dor, menininha verde-água, me dói também. Os seus olhos são lindos quando tristes mas muito mais quando sorridentes.
São bonitos de qualquer jeito... nessa beleza que poucos entendem ou não se importam em ver.
Eu me importo. Quero ver o que nunca souberam ver. Quero olhos sorridentes para a certeza e a verdade.
Porque com quem se quer bem, queremos é ser felizes e viver o que temos. "Porque o tempo que temos, se estamos atentos, será sempre exato."
.
.
.
.
.
[sabe o coração? por mais que pensemos que ele já está fraco e fadado a morte... ele sempre pode surpreender. coração é maroto, não liga pra nada alem de sua vontade. Se ele quer pular pela boca, eu vou deixar... porque é bom tê-lo como compania, novamente.]

8 selos:

Dy disse...

E o coração é tão bobo que as palavras até parecem simples, sim seria simples se não houvesse sentimento... pulsando...

Camila Castro disse...

"Felicidade em sentir, em estar viva e em saber que as coisas nunca são fáceis mas que sempre se deve ter esperança."
Fico pensando se toda essa gente que tem esperança não é tão boba de amar tanto. todas as coisas. e de ter sonhos tão grandes.


Sejamos todos bobos. Sejamos todos.

V. disse...

*palmas enlouquecidas*
HAUHSAUHSAUHSUAHSUAHSAUHSUAHSAUHSUASAUHSUAHSA

Pô, é bonito de se ver.. Simples palavras que expressam tamanhos sentimentos e grandes significados.. Descreveu até a mim momentaneamente..

"Coração é maroto, não liga pra nada alem de sua vontade. Se ele quer pular pela boca, eu vou deixar... porque é bom tê-lo como compania, novamente." (:

Juliana Severo disse...

Ai,que lindo! Simples,sincero,sem rodeios.

Me falta até palavras pra comentar!

E,claro,um doce,feliz e "pulsante" aniversário pra vc,Camila! <3

Elisa disse...

amei o texto, Mila. muito sincero :) fica tranquila, o que o tempo não cura, meu amigo José Cuervo cura hihi (:

Lorena Marques disse...

Devo admitir que eu sou uma adepta à teoria de que o tempo apaga (quase) tudo, mas titubiei depois de ler teu texto.

Muito bom... meus parabéns.

Fóssil disse...

Eu também concordo que o tempo não apaga. Não o tempo. Uma força só pode ser vencida com uma força maior, já diria a Física, e que é o tempo perto do Amor?

Não. O Amor não morre, não apaga, mas o amor enfraquece, empalidece, vira cristal, areia. Quebra, voa. Desaparece no ar. O amor vai sumindo quando um sentimento mais forte dá lugar a ele. Ódio, pena, indiferença. Mas o danado é que tem sentimentos que são só lenha pra fogueira do Amor. E até a dor é boa pra nos lembrar que o pulso ainda pulso.

E ele pulsa, até que um dia, quando menos apercebidos, o Amor volta ao centro, com um novo amor.
E que sentimento maior que o amor, que um amor mais próximo do Amor?
E quem sabe não é dessa vez que vem o Amor de vez?

Quem sabe, quem sabe?

Só sei que o pulso ainda pulsa... e é bom ver os rastros dele por aqui de novo, Camilinha.

beijão.

Anônimo disse...

Sempre leio...
e vc sabe o porque...

Postar um comentário