tudo é provisóriamente eterno para os poetas... tudo é eternamente provisório para os amantes e o poema apenas a configuração do instante.

-Capinam-

26 de fevereiro de 2009

dia 24 de fevereiro do bendito 2009


Registro do encontro entre Bárbara, Nayara e Sem Selos, com reflexão decorrente do encanto deste pela segunda e posterior conversa com a primeira.

Um divertido dia, uma carona pra casa e um beijo no rosto. Tão simples e fascinante ao mesmo tempo. Tentativa falha de não pensar a respeito. E uma folha em branco que espera para ser escrita.
"Há de ser possível escolher não gostar de alguém, em uma dessas decisões que se toma para se proteger de qualquer decepção futura?
ouvi dizer que não se pode escolher, apenas acontece quando menos se espera e é preciso apenas deixar que a coisas aconteçam por sí sós.
Mania essa que temos de querer dominar tudo com o tal do auto-controle. Depois percebemos que grande parte do que controlamos em nós, não gostaríamos de controlar.
Sentir-se desarmado diante de uma situação qualquer ou diante de alguém é ser simplismente humano, o que cada vez mais percebemos querer deixar de o ser.
Até onde leva o benefício da armadura sentimental que geralmente usamos para não nos envolvermos e aliás, muito antes, para não darmos espaço à uma possibilidade qualquer?
Nesse caso, dar a cara a tapa é ser dotado de coragem ou imbecilidade?"

1 selos:

Calli.Strange; disse...

eu digo mesmo que 2009 chegou cheio das dualidades de emoções,cheio de novidades,cheio de 'energia'. é um ano número 2. tudo em dobre, tudo com 'dois lados da moeda'
e enfim...
nao evite sentimentos impetuosos se eles são o que te levam pra onde vc realmente quer estar.


Beijos,pequena minha. ;*

Postar um comentário